Sociedade

Lisboa recebe protesto nacional contra lei da renda apoiada

O primeiro protesto nacional contra a nova lei da renda apoiada realiza-se hoje, em Lisboa, sendo esperadas cerca de mil pessoas de 30 bairros, estima o Instituto de Apoio aos Bairros Sociais (IBS), que integra a organização.

Daniela Serralha, do IBS, disse à agência Lusa serem esperados "cinco autocarros" do Norte do país, enquanto os moradores da zona da Lisboa se deslocarão em meios próprios para participarem primeiro numa marcha entre o Largo do Rato e a Assembleia da República e depois no protesto frente ao Parlamento.

Trata-se do "primeiro encontro nacional de bairros municipais e suas associações, o que será histórico", acrescentou Daniela Serralha.

Na lista de críticas está o cálculo de renda com base nos rendimentos brutos e não líquidos, a falta de obras nos bairros, assim como a desigualdade de tratamento de cidadãos, uma vez que as "rendas não foram aumentadas no mercado livre (face ao período transitório de cinco anos que impõe vários travões nas subidas)".

A nova lei entrou em vigor no início do mês.

O início do protesto está previsto para as 14h00.

Lusa/SOL