Vida

Ferrari troca tanque de gasolina no modelo de topo por risco de incêndio

A Ferrari vai substituir o tanque de gasolina de algumas unidades do modelo LaFerrari, um dos mais exclusivos da marca italiana nos últimos anos. Apesar de negar rumores que têm surgido sobre risco de incêndio, a Ferrari confirma que os clientes foram “convidados” a ir à oficina fazer a troca.

DR
DR
DR

A marca do Cavallino Rampante explicou ao site Autoblog que os donos de apenas alguns carros foram contactados para irem trocar o tanque de gasolina – um processo de cerca de 24 horas – porque “a tinta usada não aderia bem”, o que pode resultar em incêndio. Alguns meios de comunicação especializados avançaram que esta ‘recolha’, palavra que a Ferrari tenta a todo o custo evitar, pode estar relacionada com incêndios que já afectaram no passado algumas unidades de outro modelo, o 458.

Também chegou a ser noticiado que todos os carros teriam de ir à oficina, o que a Ferrari desmente. Não se sabe se Cristiano Ronaldo, que conseguiu comprar um LaFerrari, é um destes clientes “convidados” a ir à oficina.

Lançado em 2013, o LaFerrari é um dos supercarros mais famosos e caros dos últimos anos. Com um motor híbrido 963 cavalos (bloco V12 com 800 cavalos e outro eléctrico com 163 cavalos), consegue acelerar até aos 100 km/h em 3 segundos, até aos 200 km/h em 7 segundos e ultrapassar os 350 km/h de velocidade máxima. Apesar de ter um preço a rondar os 1,5 milhões de euros, todas as 499 unidades esgotaram pouco tempo depois de o modelo ser revelado. 

emanuel.costa@sol.pt