Desporto

Estoril Open ainda pode ter um tenista do 'top 10' mundial

O director do Estoril Open, João Zilhão, assumiu hoje que ainda há a possibilidade de o torneio, cujo quadro principal arranca segunda-feira, receber um ‘top 10’ do ténis mundial, prometendo novidades nas próximas horas.

Questionado sobre quem seriam os tenistas a receber os dois ‘wild-cards’ ainda não atribuídos, João Zilhão voltou a frisar que o principal objectivo da organização é ajudar os tenistas portugueses, mas assumiu que quer um quadro o mais competitivo possível, estando disposto a entregar um convite a um estrangeiro caso este esteja entre os dez melhores do ‘ranking’ ATP.

“Vamos esperar mais algumas horas para ver se conseguimos um grande nome do ‘top 10’. Há possibilidades que isso aconteça, mas ainda não podemos confirmar. [O que é preciso?] Dois ou três telefonemas. Está tudo controlado”, assegurou numa conferência de imprensa no Clube de Ténis do Estoril.

A pouco menos de 48 horas do sorteio do quadro principal, que se realiza no sábado às 15:00, o director do principal torneio português revelou que é provável que um dos ‘wild-cards’ seja atribuído a um tenista português, com Gastão Elias e Rui Machado a serem apontados como os principais candidatos.

O único convite atribuído até ao momento foi parar às mãos de Frederico Silva, 274.º jogador mundial e campeão de pares júnior do Open dos Estados Unidos (2012) e de Roland Garros (2013).

Lusa/SOL