Vida

Sonda Rosetta estabelece segundo contacto com módulo na superfície de cometa

A sonda espacial Rosetta estabeleceu hoje um segundo contacto com o módulo Philae na superfície do cometa 67/P, pondo fim a uma letargia de quase sete meses nas comunicações entre os dois aparelhos.


Este novo sinal ocorreu por volta das 06h30 horas de Lisboa, difundiu a 'France 2', salientando que o módulo Philae, que no dia 12 de novembro de 2014 pousou na superfície do cometa 67P/Churymov-Gerasimenko, "está completamente desperto".

O módulo permite observar que esse cometa se encontra em "plena efervescência", libertando gases e poeiras para o espaço, disse o presidente do Centro Nacional de Estudos Espaciais (CNES) francês, Jean-Yves Gall.

O módulo Philae está a 320 milhões de quilómetros da Terra, pelo que as suas transmissões demoram 17 minutos a chegar. 

Nas últimas semanas a equipa científica da missão Rosetta já tinha prognosticado que o módulo poderia despertar em junho, à medida que o cometa se aproximasse do Sol e este alimentasse as baterias solares do Philae.

A sonda Rosetta foi lançada em março de 2004, e está a orbitar o cometa 67/P desde o ano passado. O módulo de aterragem Philae possui instrumentos a bordo que incluem dois sofisticados medidores magnéticos

Em novembro de 2014 ao pousar no 67/P, a 500 milhões de quilómetros da Terra e após uma viagem de 10 anos, o Philae tornou-se o primeiro objeto de fabrico humano a pousar num cometa.

Lusa/SOL

Os comentários estão desactivados.