Desporto

Jesus e Quaresma: Amigos improváveis

Entre Jorge Jesus e Ricardo Quaresma há quase 30 anos de diferença. O treinador nunca teve o jogador às suas ordens. Jamais se cruzaram no futebol, a não ser como adversários. Mas estas duas grandes figuras do futebol português conhecem-se há muitos anos. Ainda Jesus não tinha chegado ao Benfica nem Quaresma ao FC Porto. Na verdade, ainda nem Laszlo Boloni, o romeno que lançou o talentoso extremo na equipa sénior do Sporting, andava por Portugal.  
 

Causou embaraço nas hostes portistas quando, em Abril passado, no final do clássico Benfica-FC Porto, Quaresma e Jesus se abraçaram num cumprimento efusivo. O então técnico do Benfica tinha-se envolvido numa troca azeda de palavras com Julen Lopetegui e o gesto de Quaresma foi visto como uma afronta ao treinador espanhol dos azuis e brancos. Mas os mimos entre Quaresma e Jesus são antigos e nada têm a ver com as rivalidades da bola.

«Conhecemo-nos fora do futebol», adianta ao SOL Jorge Jesus, sem revelar o contexto em que nasceu a amizade.

Segundo foi possível saber, terá sido através de familiares de Quaresma que começaram a conviver. «Já tínhamos uma relação muito grande», admitiu Jesus na SIC Notícias, no último domingo, quando confrontado com aquele efusivo cumprimento entre rivais.

Esta amizade improvável nasceu há mais de 15 anos, pelo menos. Um amigo de longa data de Jorge Jesus conta ao SOL que, na segunda metade dos anos 90, era Quaresma juvenil em Alvalade, estava ao telefone com o treinador. À sua frente, Ricardo e o irmão Alfredo - que também chegou a jogar nas camadas jovens do Sporting. Depois de desligar a chamada e informá-los sobre quem estivera do outro lado da linha, os irmãos responderam-lhe que conheciam «muito bem» Jorge Jesus.

Na SIC Notícias, depois de deixar elogios a Quaresma, o agora treinador leonino pediu para «não se misturarem as coisas» quanto a uma possível mudança do extremo de 31 para Alvalade, uma vez que tem contrato com o FC Porto. Segundo noticiaram esta semana o DN e A Bola, Lopetegui não conta com ele para a nova temporada - é suposto regressar hoje de férias e apresentar-se no clube -, mas dadas as relações tensas entre Bruno de Carvalho e Pinto da Costa seria quase impensável pensar num acordo. O que não invalida a admiração mútua entre Jesus e Quaresma. «Para mim é melhor do que Mourinho», disse o jogador ao Expresso. «O Quaresma tem muita qualidade», devolveu o treinador na televisão de Carnaxide.

rui.antunes@sol.pt