Internacional

Seis pessoas acusadas de bruxaria foram assassinadas na Índia

Seis pessoas de uma mesma família, acusadas de praticarem bruxaria, incluindo quatro menores, foram assassinadas hoje por moradores de um povoado no estado de Orissa, no leste da Índia.


O ataque aconteceu durante a manhã, na casa das vítimas na aldeia de Munda Sahi, afirmaram fontes policiais ao diário local Odisha Sun Times. 

"Os seis membros da família foram assassinados com armas cortantes. Enviamos os corpos para que sejam feitas as autópsias. Estamos a esforçar-nos para prender os acusados", disse o superintendente da polícia regional, Ajay Pratap Swain.

A polícia descobriu esta manhã os seis cadáveres na casa, onde também estavam outros dois membros da família gravemente feridos e que foram transportados para o hospital geral do distrito de Keonjhar.  

Este é o segundo incidente similar ocorrido este mês em Orissa, depois de um homem de 45 anos, acusado de bruxaria, ter sido empalado e queimado vivo pelos vizinhos numa outra aldeia.

Nos últimos cinco anos, o estado de Orissa já contabilizou 278 pessoas assassinadas depois de terem sido acusadas de bruxaria, segundo os dados do Odisha Sun Times.

A situação chegou a tal ponto que o governo do estado redigiu em 2013 uma lei de prevenção de caça às bruxas, mas ainda não foi aplicada.

Lusa/SOL

Os comentários estão desactivados.