Economia

Aeroporto de Lisboa vai ter mais um hotel

O Hoti Hotéis vai investir cerca de sete milhões para ter mais uma unidade hoteleira junto ao aeroporto de Lisboa.

O grupo português abriu o Tryp Lisboa Aeroporto, um quatro estrelas com 167 quartos, em 2014, perto do terminal 1 da Portela. E agora vai transformar o actual edifício 125, junto ao hotel que já tem, num três estrelas com 160 quartos, criando 40 postos de trabalho.

“O aeroporto de Lisboa vai ter um cluster hoteleiro com dois hotéis, restaurantes, salas de conferência, bares, estacionamento e spa. Vai criar mais valor ao aeroporto de Lisboa, que será mais competitivo”, explicou o presidente do Hoti Hotéis, Manuel Proença, após a assinatura da licença de exploração com a ANA, gestora da infraestrutura aeroportuária, que decorreu hoje, em Lisboa.

Acrescentou ainda que a ideia de construir um segundo hotel junto ao que o grupo já explora permitirá rentabilizar as facilidades hoteleiras já existentes. A construção aguarda a luz verde da autarquia e deverá demorar 12 a 14 meses, prevendo-se que o hotel novo esteja concluído no último trimestre de 2016.

“Houve necessidade de ter um hotel de preço mais baixo” no aeroporto, explicou o responsável.

Já o presidente da ANA, Jorge Ponce de Leão, sublinhou que a evolução do aeroporto de Lisboa ”exige ter hotelaria perto”.

“Era imperativo aumentarmos a capacidade hoteleira nesta zona”, realçou, antecipando que este ano, a Portela poderá chegar aos 20 milhões de passageiros.

Decoração alusiva à Expo 98

Hoje, o grupo Hoti apresentou também a nova imagem do hotel Tryp Lisboa Oriente, o primeiro a surgir no Parque das Nações, ainda antes da abertura da Expo 98’.

Por isso mesmo, esse evento e os oceanos são o novo tema desta unidade hoteleira, cuja remodelação mereceu um investimento de 1,5 milhões de euros, avançou o administrador do grupo, Miguel Proença.

Aberto desde Fevereiro de 1998, neste hotel, onde mais de 60% dos clientes são estrangeiros, há agora alusões ao antigo Pavilhão da Utopia ou aos carimbos que os visitantes recolhiam nos stands dos países que participaram na Expo’98.

“Quisemos criar uma relação entre o hotel e a história do seu espaço”, justificou Miguel Proença, aos jornalistas.

Com uma rede de 12 hotéis - o mais recente abriu em Leiria há dois meses - o Hoti Hoteis planeia chegar às 20 unidades em Portugal nos próximos três anos.

Em 2016 planeia inaugurar um hotel no antigo Convento de Santa Joana, em Lisboa. E o primeiro hotel fora do país, em Moçambique.

ana.serafim@sol.pt