Desporto

Jesus espera dificuldades na estreia pelo Sporting

O treinador do Sporting, Jorge Jesus, admitiu hoje que espera dificuldades no jogo de estreia como treinador do Sporting na I Liga portuguesa de futebol, frente ao Tondela, pois considera que em Portugal "não há jogos fáceis".

LUÍS FORRA/LUSA

O técnico 'leonino' desvalorizou o facto de o adversário de sexta-feira fazer a sua estreia no máximo escalão do futebol português e que esse facto até pode ser positivo para a equipa anfitriã.

"O primeiro jogo tem sempre uma ansiedade. Por muita experiencia que tenham jogadores e treinadores é sempre difícil. Não há jogos fáceis em Portugal. Vamos defrontar um adversário que não conhecemos muito bem, mas estamos confiantes nas nossas potencialidades para conseguir o objetivo", afirmou.

O objetivo apontado pelo técnico passa por entrar da melhor forma no campeonato e conseguir somar os primeiros três pontos para os 'leões' rumo ao objetivo de chegar ao título.

Para isso, o técnico conta com a ajuda que diz fundamental da 'onda verde', tal como aconteceu no Estádio do Algarve no jogo da supertaça frente ao Benfica.

"Eu disse que a partir daquele dia [apresentação oficial] que o campeonato português tinha três candidatos e eu, como treinador do Sporting, assumo-o com naturalidade. É a historia deste clube. É natural e normal o Sporting ser candidato", disse.

Para o jogo de sexta-feira, Jesus confirmou as ausências do médio italiano Aquilani e do brasileiro Bruno Paulista, o primeiro por problemas físicos e o segundo por opção.

O técnico recusou ainda a falar sobre a polémica das alegadas mensagens que trocou com jogadores do Benfica antes da final da Supertaça, admitindo que "esse assunto diz respeito a um jogo que já passou" e que, por isso, não merece a pena ser falado.

Jorge Jesus rejeitou ainda a ideia de estar sentado na sua "cadeira de sonho", pois a sua verdadeira paixão é o futebol.

O jogo de abertura da I Liga, entre Tondela e Sporting, tem início marcado para as 20:30, no Estádio Municipal de Aveiro, e será arbitrado por Carlos Xistra (Castelo Branco).

Lusa/SOL