Sociedade

Groupon vai despedir 1.100 pessoas

A Groupon, empresa de vendas com descontos na internet, anunciou hoje a intenção de eliminar 1.100 empregos, no quadro de uma restruturação que a levará a deixar vários mercados internacionais.

"Nos próximos meses, vamos eliminar 1.100 empregos", referiu no blogue do grupo o diretor de operações, Rich Williams, explicando que os cortes serão sobretudo no setor internacional.

Este número representa 9% dos 11.843 funcionários que o grupo norte-americano tinha em todo o mundo no fim de 2014, segundo o último relatório anual.

"Estamos a adotar medidas de reestruturação para nos concentrarmos nos recursos e racionalizarmos as operações internacionais", adiantou.

A par da redução de pessoal, a Groupon, que já saiu da Grécia e da Turquia, vai também cessar a sua atividade em Marrocos, Panamá, Porto Rico, Filipinas, Taiwan, Tailândia e Uruguai.

"Temos de concentrar a nossa energia e os nossos dólares em menos países e, por isso, decidimos deixar determinados países onde os investimentos requeridos não correspondem ao potencial do mercado", disse Rich Williams.

Num documento enviado ao regulador do mercado bolsista norte-americano, a Groupon precisa que as medidas de reestruturação devem estar concluídas até setembro de 2016.

Lusa/SOL