Internacional

‘Portugueses reconheceram que austeridade é necessária’

A "coligação de direita" venceu as eleições legislativas deste domingo em Portugal, devido "à recuperação económica, queda no desemprego e ao reconhecimento pelos portugueses de que a austeridade é necessária", considerou hoje a agência chinesa Xinhua.

"A vitória penaliza a má gestão económica do Partido Socialista durante o seu mandato, que terminou em maio de 2011", comentou a Xinhua, citando analistas.

Ao relatar os resultados do escrutínio, a agência noticiosa oficial destaca que já não há maioria absoluta no parlamento e cita uma afirmação do primeiro-ministro, afirmando que está pronto para formar um novo Governo.

Já o secretário-geral do Partido Socialista, António Costa, "assume a responsabilidade pela derrota, mas não se demitirá", acrescenta a Xinhua.

A agência chinesa destacou, também, a melhoria dos índices económicos em Portugal desde 2014 e a ligeira queda na taxa de abstenção, comparando com as eleições anteriores.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês, que se encontra fechado devido às férias que assinalam o aniversário da fundação da República Popular da China, não comentou o resultado das eleições legislativas em Portugal.

Lusa/SOL