Desporto

Jorge Jesus e a estrutura do Benfica: 'Rui Costa é o único que percebe de futebol'

Jorge Jesus ao ataque. O treinador que trocou a Luz por Alvalade garante que só há um homem na famosa estrutura do Benfica que sabe de futebol: Rui Costa.

"Ele é o único elemento daquela estrutura toda que percebe de futebol, é o único elemento que tem algum conhecimento das coisas. É, na minha opinião, o elemento que dá àquelas pessoas que gravitam todas à volta da estrutura do futebol, e que não entendem nada daquilo, alguma sustentabilidade ao nível do conhecimento do jogo e do jogador. O eventual futuro que o Benfica possa ter no futebol, ou passa pelo Rui Costa, ou não passa por ninguém".

Estas declarações de Jesus fazem parte de uma entrevista a publicar na próxima semana à revista GQ, que o considerou um dos homens do ano. O treinador revela que, no regresso ao Estádio da Luz, no dérbi do passado domingo que o Sporting venceu por 3-0, a única pessoa do Benfica com quem conversou foi Rui Costa. E diz ter sentido o "respeito" dos adeptos encarnados.

"Para a equipa do Benfica foram gentis, foram apaixonados, foram aquilo que acho que sempre foram comigo. Não esperava que me aplaudissem, não esperava que me dessem flores", sublinha o treinador leonino, que na entrevista à GQ, a propósito da arrogância que por vezes evidencia, assume que não é de fugir a um bom combate.

"Às vezes, se calhar, parece que tenho um pouco de arrogância. Mas, às vezes, também sei que a tenho, quando quero e para quem quero. Conforme os momentos. Isso dá-me gozo. Eu gosto de confronto e, como gosto de confronto, aquilo que vocês transformam em arrogância, é um pouco isso. É um pouco fazer sentir ao outro: 'Queres confronto? Então vamos lá para o confronto'".

Nos seis anos que passou na Luz, Jesus não esconde que o caso disciplinar mais delicado que teve de enfrentar foi o protagonizado por Oscar Cardozo após a derrota na final da Taça de Portugal, frente ao Vitória de Guimarães de Rui Vitória. "Mas, depois, consegui resolver com alguma facilidade porque ele é um miúdo bom. Aquilo foi um momento, não digo de loucura dele, mas de algum desequilíbrio emocional porque tínhamos perdido duas finais numa semana", 

Nesta edição especial da GQ, o técnico de 61 anos aceitou participar numa produção fotográfica invulgar, a cargo da dupla internacional Branislav Simoncik e Jan Kralicek, como se de um modelo se tratasse. O resultado são imagens de Jorge Jesus como nunca o viu.

rui.antunes@sol.pt

 

Loading the player...