Internacional

Polícia alemã prende suspeito de rapto de criança refugiada desaparecida há um mês

A polícia alemã deteve hoje em Berlim um homem de 32 anos suspeito de raptar um jovem refugiado bósnio de quatro anos, cujo paradeiro é desconhecido há um mês, após encontrar o corpo de uma criança morta num carro.

Num comunicado, a polícia alemã indicou que a vítima está ainda por identificar e que as causas da morte vão ser precisadas na autópsia que será feita ainda hoje.

Mohamed, um cidadão bósnio de quatro anos, desapareceu a 01 deste mês do centro de acolhimento de Berlim, onde, diariamente, se formam grandes filas de pedidos de asilo, forma de os refugiados se registarem à sua chegada à Alemanha.

A polícia, que confiou as investigações a uma divisão especial, difundiu imagens de uma câmara de vigilância mostrando o jovem bósnio a receber um peluche das mãos de um homem de cerca de 30 anos.

A imprensa alemã tem dado especial destaque ao desaparecimento de Mohamed, tendo o Bild indicado que, no dia do rapto, o jovem bósnio estava no centro de refugiados com a mãe e com o irmão de nove anos e a irmã de cinco meses.

No dia do rapto, a mãe, que fugiu da Bósnia-Herzegovina há dois anos, tinha-se deslocado ao centro de acolhimento para obter as prestações sociais que a família tem direito enquanto refugiada, acrescentou o Bild.

Lusa/SOL