Sociedade

Ganhou o Euromilhões. E agora?

As probabilidades não deixaram que os 100 milhões oferecidos pelo Euromilhões de sexta-feira passada fossem para a casa de um feliz contemplado, pelo que o prémio acumulou e o jackpot desta terça-feira situa-se na módica quantia de 111 milhões de euros. 


Não queremos, caso seja o futuro milionário, que no meio da excitação seja assaltado por dúvidas logísticas. Por isso explicamos-lhe, com a ajuda de fonte oficial do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (DJSCML), como proceder para reclamar o prémio.

Em primeiro lugar, certifique-se que não está toldado pela emoção e que os números correspondem à chave. De seguida, entre em contacto com a Linha Direta Jogos (808 20 33 77), para que lhe sejam prestadas todas as informações úteis e indispensáveis ao recebimento do respetivo prémio.

Enquanto isso, a DJSCML recomenda que conserve o título da aposta premiada em local seguro, pois a apresentação do mesmo é obrigatória no momento da reclamação do prémio, assim como o documento de identificação (BI ou CC). Recorde o caso em que uma mulher perdeu o prémio por publicar uma fotografia do bilhete vencedor e seja discreto.

Como se trata de um valor (bem) superior a 5000 euros, o vencedor terá de identificar-se presencialmente na sede do DJSCML, situada no número 194 da Avenida da Liberdade ou na Delegação do Porto (Rua Restauração 455). Após a confirmação da identidade do apostador, será efetuada a transferência do valor para a sua conta bancária. Não demore é mais do que 90 dias para o fazer, dado que este é o prazo para reclamar o prémio.

E a partir de agora, além de sortudo, há outro epítome que o acompanhará para todo o sempre: o de Alto Premiado. A qualquer apostador que ganhe um valor igual ou superior a um milhão de euros o DJSCML disponibiliza um atendimento personalizado através do Grupo de Apoio ao Alto Premiado (GAAP), constituído por elementos de diversas áreas. Este grupo foi criado em março de 2005, seis meses após o lançamento do Euromilhões em Portugal, com a missão de ajudar os vencedores dado que, de acordo com o DJSCML, "os elevados montantes de prémios podem causar riscos inerentes à gestão de capitais elevados e até pressões psicológicas nos premiados". No GAAP os novos milionários podem encontrar um atendimento personalizado que se adapta às necessidades manifestadas por cada Alto Premiado.

Em linhas gerais, é isto. Fácil. O difícil é mesmo acertar na chave. Ideias para gastar o dinheiro certamente não lhe faltarão – assim de repente, sugerimos duas voltas ao mundo e… muito bom senso.

mariana.madrinha@sol.pt