Sociedade

Câmara de Braga retira coelho esfolado junto à Universidade do Minho

A Câmara Municipal de Braga retirou esta tarde um coelho esfolado e atado com cordas numa árvore junto à Universidade do Minho, tratando-se de mais uma praxe académica, segundo apurou o SOL.

A situação, que deixou chocadas muitas pessoas que passavam pelo Campus de Gualtar da Universidade do Minho, foi comunicada às autoridades policiais porque à partida tratar-se-á de delito de maus tratos contra animais, que constitui crime público.

Depois de numa primeira fase serem atados gatos mortos a uma árvore – numa alusão aos festejos académicos minhotos designados como ‘Enterro da Gata’ –, agora alguns estudantes universitários optam por atar coelhos, devido às semelhanças entre as duas espécies.