Tecnologia

Surface Pro 4: portabilidade e desempenho

A Microsoft realizou a apresentação nacional do seu híbrido, o Surface PRO 4. A aposta da gigante Microsoft chega na sua quarta geração e trás ‘menos por mais’. O menos indica a espessura e o peso, o mais é para o tamanho e desempenho.


O formato, ou design, segue claramente a linha do seu antecessor, e à primeira vista não se nota diferença. Não há um arrojo no design, assemelhando-se ‘apenas’ a um ecrã com algo por detrás. Difere dos demais tablets cheios de curvas ou adornamentos. O Surface Pro é simples mas bem construído. O corpo de ângulos rectos em magnésio escovado torna-o apelativo e robusto, mais leve e ainda mais fino. E daí talvez faça sentido. Para quê mudar?

Este híbrido apelidado de estação de trabalho móvel, é capaz de ser um tablet ou PC. Podemos usar em modo tablet, só o corpo, ou com a combinação inteligente do teclado com encaixe magnético. Infelizmente é vendido separadamente e é caro, mas é uma mais valia na escrita. Esta versão de teclado também é maior, mais sensível à pressão e possui um melhor espaçamento entre teclas para facilitar a escrita.

Outro factor diferenciador é a pen, para alargar horizontes aos artistas, ou mesmo escritores. Permite interessantes rascunhos ou obras, depende da aptidão de cada um, em muito graças aos 1024 pontos de pressão. E acrescenta agora a ‘borracha’ no topo, escreve de um lado, apaga do outro.

O ecrã cresceu um pouco, de 12’’ para 12,3’’. Usa tecnologia PixelSense e possui qualquer coisa como 267 ppi. O corpo acompanha a dimensão, mas se é maior, é mais fino. Os anteriores 9,1mm passam a 8,4, com a marca a assegurar que podia reduzir mais esta espessura, mas implicaria despender das portas físicas laterais, como o USB, MiniDisplay Port  ou mesmo o leitor de cartões. Reduzido foi também o peso, o que é sempre uma boa notícia para quem necessita de portabilidade. 

Para o desempenho a marca apostou em processadores Intel de sexta geração…exclusivos. Os novos processadores Intel foram desenvolvidos para corresponder à espessura do equipamento, arrefecimento, desempenho e eficácia energética.

Estão disponíveis em diferentes combinações:

-Intel Core M3 com 128GB de armazenamento, 4GB de RAM e gráfica Intel HD515

- Intel I5 com 128 e 4GB ou 256GB e 8GB de RAM, ambos com gráfica Intel HD 520

- Intel I7 com 256GB e opção entre 8 ou 16GB de RAM, e um muito exclusivo de 512GB e 16GB de RAM. Ambos usam a Intel HD Iris.

O teste, breve e feito em loco, consistiu em rodar o programa Solid Works (o mais exigente em 3D), um jogo em simultâneo e ainda brincar com o Office. E resultou. Nenhum leg, nenhum atraso e a utilizar a versão com o I5, 4GB de RAM e 128GB respectivamente. É um bom agoiro para as capacidades deste tablet/PC.

Como outras características encontramos a câmara frontal HD de 5 MP, uma câmara posterior de 8 MP com focagem automática, Sensor de luz ambiente, Acelerómetro e Giroscópio, som Dolby Premium, bluetooth e WIFI.

A bateria tem uma duração anunciada de 9 horas em trabalho.