Economia

Obras públicas: valor dos contratos públicos celebrados caiu 37% em 2015

A câmara de Lisboa liderou a lista das adjudicações.

O valor dos contratos públicos celebrados, no ano passado, caiu 37% face a 2014, tendo ficado abaixo dos mil milhões de euros, e 36% em relação ao período 2012 – 2014, "os anos mais duros da crise nacional e que foram marcados por acentuados cortes no investimento em geral e no investimento público, em particular", alerta o estudo da AECOPS.

De acordo com a associação, a mesma tendência foi evidenciada pelos concursos promovidos, cujo valor total atingiu os 1.245 milhões de euros, menos 310 milhões do que no ano anterior, correspondendo a uma quebra homóloga de 20%.

Em 2015 não foi celebrado nenhum contrato superior a 15,5 milhões de euros e os dois maiores contratos do ano foram duas escolas nos Açores, que cinco dos 10 maiores contratos do ano foram da responsabilidade das Administrações Regionais dos Açores e da Madeira.

Segundo as contas da AECOPS, o mercado foi "alimentado quase exclusivamente por obras locais", com um valor médio a rondar os 89 mil euros, não tendo nenhum dos "tradicionais grandes donos de obra" contratado mais de 40 milhões de euros, sendo "substituídos em protagonismo pelas autarquias".

Já a câmara de Lisboa liderou a lista das adjudicações, seguida da vice-presidência do Governo Regional da Madeira e da Secretaria Regional da Educação, da Ciência e Cultura dos Açores.