Economia

6 erros a evitar que podem levar a despedimento por justa causa

Redes sociais

•  Quando fala com alguém através das redes sociais deve ter cuidado com os dados ou informações que partilha. Os hackers usam muitas vezes as redes sociais para obter credenciais da empresa e conseguirem assim introduzir-se na rede da organização.

•  As redes sociais são públicas e, como tal, deve ter cuidado com o vocabulário que usa. Por exemplo, prejudicar a reputação do seu superior hierárquico não é bom e, na grande maioria dos casos, conduz a um despedimento com justa causa imediato. Da mesma forma, um simples comentário espontâneo sobre um amigo ou uma foto da última festa no escritório pode ter consequências indesejadas.

Email pessoal

•  Não deve reenviar documentos de trabalho através do email pessoal. Por exemplo, usar um endereço gmail.com para mandar mensagens da empresa pode ser uma má ideia se o seu serviço de correio eletrónico estiver vulnerável ou comprometido, já que a mensagem pode ser intercetada por cibercriminosos.

Descarregar conteúdos irrelevantes

•  Embora fazer o download de música, filmes e outros conteúdos multimédia em casa possa parecer uma rotina normal, não o deverá fazer no local de trabalho. Não se esqueça que há empresas, especialmente as de maior dimensão, que monitorizam e controlam tudo o que o colaborador faz com a sua máquina.

Password

•  Deixar a password num local visível é um dos erros a evitar, como é o caso, por exemplo, de deixar a password num post-it ou numa folha em cima da secretária. A explicação é simples: qualquer colega que queira prejudicá-lo poderá aceder ao seu computador sem o seu consentimento.

Comunicações móveis

•  Nesta categoria podem entrar muitos erros e ações mal-intencionadas, desde utilizar o telefone do trabalho para assuntos pessoais e ultrapassar o limite de tráfego de dados, passando pela utilização do smartphone para tarefas lúdicas, como jogar.