Vida

Conheça o homem que é alérgico à… electricidade

Vive sem luz, não pode usar o telefone, internet, muito menos ligar a televisão ou o aquecimento, toma banho com água fria e não é capaz de sair de casa – as visitas até têm de deixar os relógios à porta. Simplesmente não pode ter qualquer contacto com a rede eléctrica: as dores tornam-se insuportáveis.

Peter Lloyd sofre de uma doença rara chamada hipersensibilidade eletromagnética, que o tornou incapaz de sair da própria casa, conta o Daily Mirror. Até porque a probabilidade de encontrar alguém na rua com um telemóvel, passar por um carro ou atravessar uma zona com wifi lhe trazia enormes riscos à saúde.

O escocês, de 42 anos, encontra-se confinado a um sofá reclinável na sua cozinha, com a mobilidade cada vez mais reduzida, garantiu o próprio em declarações ao Walesonline. Um diagnóstico que tem vindo a agravar-se nos últimos tempos. 

Residente desde 2009 nos arredores de Cardiff, a capital do País de Gales, lê cerca de 100 livros por ano, à luz de velas orgânicas para passar o tempo. 

Despejado recentemente da própria casa pela senhoria - por esta não aceitar as condições em que vive -, debate-se numa luta judicial para ser realojado numa cabana de madeira, isolado da população, conta ainda a mesma publicação.