Internacional

Sánchez assume que vai haver novas eleições em Espanha

Espanha vai ter novas eleições. Quem o diz é Pedro Sánchez, após uma reunião com o rei Felipe IV, onde garantiu que "não podia vencer o bloco de bloqueio de Iglesias e Rajoy".

"Não conto com mais de 131 assentos no parlamento (90 do PSOE, 40 do partido de centro-direita Ciudadanos e um da Coligação Canárias), e em consequência é insuficiente para fazer frente ao bloco do bloqueio do senhor Rajoy (Mariano Rajoy, lider do Partido Popular) e do senhor Iglesias (Pablo Iglesias, líder do partido da esquerda radical Podemos). Não posso nem devo submeter-me a uma nova investidura. Não se tramitará nenhuma proposta de candidato e portanto vamos para novas eleições", afirmou o líder do PSOE.

As eleições poderão ser realizadas a 26 de junho.