Economia

Bancos centrais "preparados para tomar medidas" após o Brexit

Jaime Caruana, diretor do Banco de Pagamentos Internacionais, fez saber este domingo que os bancos centrais já “estão preparados para tomar as medidas necessárias para garantir o funcionamento dos mercados” após a saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

Na Assembleia Geral Anual do BIS, que realizou este domingo na Suíça, o diretor garantiu que o resultado da votação a fazer do Brexit “gerou uma elevada volatilidade nos mercados financeiros”, mas acrescentou que “os bancos centrais já comunicaram que estão a seguir a situação de perto e que estão preparados para tomas as medidas necessárias para garantir o funcionamento normal dos mercados”.

Apesar de reconhecer o peso do Reino Unido na economia mundial e de sublinhar que se detém um dos centros financeiros mais importantes do mundo, Jaime Caruana diz estar convencido de que “com a cooperação adequada a nível mundial”, é possível conter as incertezas.

Além disso, Jaime Caruana sublinha ainda que "a ideia principal é que, agora mais do que nunca, a política monetária deve estar apoiada pelas políticas prudencial, fiscal e estrutural".