Desporto

André Gomes: "Estar de fora custa mais. Sofre-se mais."

O médio espera regressar à equipa titular no encontro frente ao País de Gales, das meias-finais do Euro 2016.

AP  


André Gomes admite que sofre mais quando fica de fora, como aconteceu frente à Polónia. "Estar de fora custa mais.

Sofre-se mais. Espero ser opção, mas todos aqui respeitamos as decisões do selecionador e os que ficam de fora têm um papel fundamental no apoio", disse o médio do Valência, minutos antes de mais um treino da seleção no Centro Nacional de Râguebi francês, em Marcoussis.

Neste Campeonato Europeu, o jogador do Valência apenas falhou o onze de Portugal frente à Polónia (1-1, 5-4 nas grandes penalidades) devido a uma lesão na coxa.

"São coisas sobre as quais não temos grande controlo. Tenho tentado estar melhor todos os dias. Sinto-me bem neste momento e espero ficar ainda melhor até ao próximo jogo para poder dar um contributo dentro de campo", disse o médio de 22 anos.

André Gomes, que passou pela formação do FC Porto e Benfica, considerou que um dos segredos da campanha de Portugal na competição é o bom ambiente que se vive entre jogadores e equipa técnica e admitiu que existe alguma ansiedade por estar a um jogo de alcançar a final.

"Houve sempre uma grande expetativa dos portugueses, mas também nossa, em conseguir algo importante neste Europeu. Estamos a um passo. Ainda temos que passar uma meia-final. Vamos dar o máximo para depois podermos desfrutar da final", referiu.

O médio, que conta com 12 internacionalizações pela seleção principal, saiu em defesa do capitão Cristiano Ronaldo e destacou que está a ter na campanha de Portugal, apesar de ter apenas dois golos.

"O Cristiano tem trabalhado para o grupo e o grupo é o mais importante. Talvez as pessoas estivessem à espera de mais golos, mas ele tem dado o melhor contributo à seleção", disse.

André Gomes também falou de Renato Sanches e mostrou-se pouco surpreendido com rápida ascensão do jogador de 18 anos no futebol português, primeiro no Benfica e agora na seleção.

"Já sabia do potencial dele quando estava no Benfica. É um miúdo especial. Para mim, não é novidade o que está acontecer. Vai crescer ainda mais, é isso que toda gente espera", considerou.

Questionado sobre uma possível transferência para o FC Barcelona, algo que tem sido avançado na imprensa desportiva, André Gomes preferiu não comentar. "Não faz sentido falar nisso quando estou à porta de disputar uma meia-final", disse.

Portugal defronta o País de Gales, em Lyon, na quarta-feira, nas meias-finais do Euro 2016.

Na quinta presença nas ‘meias’ de um Campeonato Europeu, a ‘equipa das quinas’ procura alcançar a segunda final da sua história, depois de ter perdido o título para a Grécia em 2004.