Desporto

O convite de Quaresma a quem tanto criticou a seleção

O extremo de Portugal voltou a entrar a poucos minutos do fim do jogo e, como tem acontecido entes Euro, festejou mais uma vitória (agora sobre Gales). No final fez um convite a quem criticou tanto a seleção.

Ricardo Quaresma quer conquistar o título de campeão europeu, na final, no domingo, em Paris. E foi no estádio da capital francesa, palco do jogo decisivo, que o extremo da seleção portuguesa convidou os críticos.

“Se Deus quiser, no domingo, lá estaremos para festejar com os nossos adeptos, com o nosso país. É para isso que cá estamos, para trabalharmos e para levarmos a taça para o nosso país”, referiu o avançado do Besiktas.

Quaresma marcou frente à Croácia o golo que colocou a equipa das ‘quinas’ nos quartos de final, lamentando hoje, após Portugal ter assegurado a sua segunda presença na história nos jogos decisivos de Europeus, as críticas à equipa.

“Passar ao lado nunca passa. Mas o futebol é isto. Há sempre uns e outros que entendem mais de futebol e têm a mania que são mais inteligentes que os outros. Mas a verdade é que temos grandes jogadores, uma grande equipa, uma equipa técnica fantástica. Só posso convidá-los para vir à final. Falo por mim, há coisas que me revoltam um bocado, porque somos portugueses e em vez de apoiarem a equipa vão para os programas criticar. Não sei se é a opinião deles ou alguém que lhes manda falar o que falam”, rematou Quaresma.

A seleção portuguesa de futebol reeditou hoje o feito de 2004, ao vencer País de Gales, por 2-0, em Lyon, no jogo das meias-finais, com golos de Cristiano Ronaldo, aos 50 minutos, e Nani, aos 53.

“Estamos de parabéns. Um país tão pequeno numa final. Agora é continuar a trabalhar e levar a taça para o nosso país”, frisou.