Sociedade

“Ice Bucket Challenge” leva a avanço na investigação da ELA

O fenómeno “Ice Bucket Challenge”, que consistia em despejar um balde de água gelada na cabeça, já está a ter efeitos benéficos.

AP  

O dinheiro angariado na campanha fez com que um novo gene da doença ELA fosse descoberto pelos investigadores.

O “Ice Bucket Challenge” foi uma campanha que decorreu em 2014 que sugeria que se despejasse um balde de água gelada na cabeça e se fizesse uma doação para o combate à ELA (esclerose lateral amiotrófica).

Várias celebridades de todo o mundo aderiram e contribuíram para as investigações da ELA, entre eles Mark Zuckerberg, Bill Gates, Justin Timberlake e Tom Cruise.

A ALS Association (organização nore-americana de investigação a doença) angariou mais de 100 milhões de dólares (mais de 90 milhões de euros).

Agora, com a ajuda dos donativos, os investigadores descobriram um novo gene associado à doença, o que permite desenvolver novos tratamentos da ELA, diz a Sky News esta quarta-feira, 27 de Julho.

O gene descoberto é o NEK1, que é um dos que mais contribui para a doença.

“A descoberta do NEK1 enaltece o valor da ‘big data’ na investigação da ELA”, disse Lucie Bruijn, chefe da investigação da ALS Association, citado pela Sky News, dizendo que o dinheiro da campanha do “Ice Bucket Challenge” foi vital para o sucesso da investigação.