Desporto

Liga dos Campeões. Rui Vitória sem medo do Nápoles

Treinador do Benfica ainda assim cheio de elogios para os italianos

Liga dos Campeões. Rui Vitória sem medo do Nápoles

Rui Vitória está consciente das dificuldades que o Benfica vai enfrentar amanhã, em Nápoles, para a segunda ronda da fase de grupos da Liga dos Campeões. Ainda assim, o treinador das águias mantém a confiança na sua equipa.

"A nossa forma de pensar é sempre a mesma. No momento do jogo temos foco total na equipa adversária e no que temos de fazer. Estamos preparados", salientou o técnico português, elogiando o adversário: "Vamos defrontar uma equipa que admiro. Que assenta o seu jogo numa dinâmica de circulação de bola e num 4x3x3 que se torna versátil. É uma equipa impressionante."

Questionado especificamente sobre Hamsik e Milik, os dois homens mais em foco do conjunto napolitano esta época, optou por não individualizar. "São dois belíssimos jogadores, mas falar só de dois jogadores numa equipa que tem uma dinâmica tão agradável é redutor. Estamos na presença de uma equipa com muitos pontos fortes. Poderei apontar pouquíssimas coisas menos boas ao Nápoles", realçou, deixando a garantia de um Benfica "determinado": "Os meus jogadores encaram todos os jogos com uma vontade tremenda, sejam eles com equipa teoricamente menos fortes ou com equipas mais poderosas. Isso deixa-me muito tranquilo."

 

Já o guarda-redes Júlio César não se mostrou preocupado com a política de rotatividade na baliza do Benfica adotada recentemente por Rui Vitória, embora assuma estranheza pela situação. "É a primeira vez que passo por esta experiência mas em nenhum momento me sinto chateado por essa opção do nosso mister. Foi uma escolha do staff. Temos três guarda-redes de qualidade e acredito que pode escolher de olhos fechados o guarda-redes que for escolhido para jogar amanhã e depois pode fazê-lo de olhos fechados. O Benfica está muito bem entregue nessa posição", realçou o veterano guardião brasileiro.

Os comentários estão desactivados.