Sociedade

Ataque a radares na Madeira leva ao reforço de segurança

Um homem terá cortado com uma serra a vedação da torre de radares da NAV, bloqueando as comunicações entre as torres de controlo aéreo.

DR  

A Navegação Aérea de Portugal criou medidas de segurança adicionais nas suas instalações de radar na ilha de Porto Santo, na Madeira, depois de um homem ter cortado com uma serra a vedação da torre de radares da NAV, bloqueando as comunicações entre as torres de controlo aéreo.

Tudo aconteceu em setembro, num dia em que um homem subiu ao ponto mais alto da ilha, onde estão localizadas as infraestruturas de radar da NAV e cortou vários cabos que permitem a comunicação entre aviões.

Seguidamente, o suspeito fugiu de táxi das imediações do radar de Porto Santo,  foi de barco para o Funchal e daí apanhou um voo para Lisboa para posteriormente viajar para França.

De acordo com fonte da PJ, o suspeito “demonstrava conhecimentos do sistema”.

O homem acabou por ser identificado com sendo um homem luso-francês de 32 anos e foi detido no passado domingo, no aeroporto, numa altura em que regressava ao Funchal.

A Navegação Aérea de Portugal vai agora começar a preparar a implementação de medidas adicionais de segurança para evitar a repetição deste tipo de ocorrências.