Sociedade

Já terminaram as buscas da Polícia Judiciária em investigação de pornografia infantil

40 inspetores revistaram as residências de nove suspeitos da prática de crimes de pornografia de menores em Lisboa, Porto, Trás-os-Montes e Algarve

 

Segundo fonte da Polícia Judiciária já terminaram as buscas no âmbito da Operação Daylight, a propósito da troca, posse e partilha de pornografia infantil, mais precisamente ficheiros que possuem imagens de abusos sexuais de crianças.

As buscas tiveram lugar em Lisboa, Porto, Trás-os-Montes e Algarve – nas residências de nove suspeitos da prática de crimes de pornografia de menores – e no terreno estiveram 40 inspetores da PJ, que assim puseram em prática os mandados de busca emitidos na sequência de um inquérito dirigido pelo Ministério Público e pela 2.ª secção do DIAP de Lisboa.

Este inquérito teve início através de uma comunicação da Europol, segundo a qual “existem indícios de que os suspeitos, residentes nas áreas da grande Lisboa e do Porto, guardam em computadores e/ou outros dispositivos de armazenamento de dados, ficheiros contendo imagens de abusos sexuais de crianças, os quais partilham na internet.”

A mesma fonte adianta que só amanhã deverá ser emitido um novo comunicado oficial por parte da PJ.