Internacional

Mais de cem diplomatas turcos pedem asilo na Alemanha

Presidente Erdogan exige que as autoridades alemães rejeitem o pedidos


A comunicação social alemã, citada pela BBC, revelou que o Ministério do Interior da Alemanha recebeu um total de 136 pedidos de asilo, entre agosto de 2016 e janeiro de 2017, solicitados por cidadãos turcos, portadores de passaporte diplomático, e respetivos familiares. 

O presidente Recep Tayyip Erdogan, suspeita que os pedidos estão relacionados com o golpe de Estado falhado na Turquia, em julho do ano passado, e exige que as autoridades alemãs rejeitem oferecer asilo, tanto aos membros do corpo diplomático, como aos militares turcos destacados na base militar da NATO na Alemanha, que estarão igualmente entre os requerentes.

A Turquia decretou estado de emergência logo em julho e Erdogan tem sido acusado, desde essa altura, de estar a aproveitar a ausência da necessidade de controlo parlamentar, para proceder a afastamentos e detenções de opositores políticos, sem ligações aparentes ao plano de golpe de Estado.

O ministério do Interior alemão não revelou a identidade das 136 pessoas que temem ser extraditadas para a Turquia.

 

 

Os comentários estão desactivados.