Vida

United Airlines fica sobrelotada e expulsa passageiro à força

A United Airlines está a ser muito criticada devido a um incidente que ocorreu num dos seus voos este domingo à noite.

Já foram vários os vídeos que foram publicados nas redes sociais e que mostram um homem a ser arrastado à força para fora do avião, de forma tão agressiva que, aparentemente, o passageiro parece perder a consciência.

O voo terá ficado sobrelotado e o passageiro não quis ceder o seu lugar. O problema é que o “overbooking” é um problema que acontece por culpa das companhias aéreas, quando estas vendem bilhetes a mais do que a lotação que o avião pode levar.

Segundo reporta o New York Daily News, a companhia aérea estava a oferecer estadia no hotel durante a noite, até 800 dólares, para os passageiros cederem os lugares a funcionários da United Airlines – que precisavam de estar em Louisville na segunda-feira de manhã para apanharem um voo.

A companhia já reagiu, em comunicado, afirmando que “um passageiro recusou-se a sair do avião voluntariamente e as forças de segurança foram obrigadas a intervir”.

O Courier-Journal avançou que o passageiro em questão era um médico e que também precisava de estar em Louisville para ver pacientes na manhã seguinte.

No entanto, o incidente obrigou a que todos passageiros que iam apanhar o voo tivessem de regressar ao terminal. O descontentamento foi geral:  “Toda a gente estava chocada e perplexa. Estavam várias crianças a bordo e ficaram muito assustadas”, adiantou uma das passageiras do voo ao New York Daily News.