Sociedade

Amadora. Taxista esfaqueado em assalto

Autoridades admitem que terá sido levado dinheiro do táxi, nunca mias de 4 euros

Amadora. Taxista esfaqueado em assalto

Um taxista foi encontrado morto, este sábado, numa rua da Amadora. Gentil da Costa Gomes tinha 57 anos e estaria a terminar o dia de trabalho.
Segundo o Correio da Manhã, o homem  foi encontrado caído ao lado da viatura, com várias facadas no peito. Acabou por morrer no local e a PSP isolou a área para que a brigada de homicídios da Polícia judiciária pudesse recolher indícios.
Parte do sucedido foi captado por câmaras de vigilância instaladas à entrada da praceta Augusto Castilho, na Damaia. As imagens mostram o taxista a entrar no local, por volta das duas da amanhã. Pouco depois, as autoridades são alertadas através de uma chamada feita para a PSP a dar conta que um homem tinha sido esfaqueado. A patrulha deslocou-se até ao local do acidente e encontrou Gentil Gomes já sem vida e, apesar de não se conhecerem ainda os contornos do acidente, as autoridades acreditam que o homem tenha resistido a um assalto.

40 euros O acidente aconteceu perto do bairro da Estrada Militar, conhecido por ser problemático. As autoridades acreditam que os atacantes tenham fugido por caminhos pouco iluminados, o que não permitiu que a população os identificasse.
As autoridades admitem ainda que terá sido levada uma pequena quantia e dinheiro do interior da viatura, nunca mais de 40 euros.

Zona problemática Os taxistas são aconselhados a não pararem junto ao túnel que da acesso ao bairro, devido à fuga de passageiros.
Neste caso, uma árvore existente na praceta Augusto Castilho terá impedido que a câmara de videovigilância captasse as circunstâncias em que aconteceu a morte. No entanto, uma outra câmara registou, numa rua perto da praceta, seis homens a correr após ter sido dado o alerta sobre o crime.

Os comentários estão desactivados.