Eurostat

Menos desemprego Zona Euro

O desemprego da Zona Euro recuou para 9,3% em abril, abaixo dos 9,4% de março e o valor mais baixo desde março de 2009. Na União Europeia (UE), baixou 0,1% para 7,8%, o mínimo desde 2008.

De acordo com dados do Eurostat, ao todo, havia 19,1 milhões de pessoas desempregadas na União Europeia em abril, menos 253 mil pessoas do que em março. Dessas, 15 milhões estava apenas na Zona Euro, uma redução de 233 mil pessoas desempregadas.

O gabinete de estatísticas da EU revela que as menores taxas de desemprego de abril, foram registadas na República Checa (3,2%), na Alemanha (3,9%) e em Malta (4,1%). As mais altas foram as da Grécia (23,2%) e em Espanha (17,8%).

Por comparação com abril de 2016, a taxa de desemprego caiu em 27 países e manteve-se estável na Finlândia e os maiores recuos no indicador registaram-se na Croácia (de 13,7% para 11,0%), em Espanha (de 20,4% para 17,8%) e na Irlanda (de 8,4% para 6,4%).

Em Portugal, a taxa de desemprego foi de 9,8% em abril, o mesmo valor de março mas abaixo dos 11,6% de abril de 2016.

Também o desemprego jovem está a baixar na Europa. Segundo o Eurostat, a taxa de desemprego entre os jovens com menos de 25 anos foi de 16,7% nos 28 Estados-membros. Entre os jovens dos países do Euro, a taxa de desemprego era de 18,7% em abril.

O menor valor de desemprego juvenil foi observado na Alemanha (6,8%) enquanto as mais elevadas se observaram na Grécia (47,9% em fevereiro. Em Portugal, a taxa de desemprego juvenil foi, em abril, de 23,7%.