Sociedade

SIRESP também falha nas tempestades

Em 2013 foram abaixo 84 estações em todo o país

 


A rede SIRESP, que custou quase 500 milhões de euros e que é utilizada pelos bombeiros e pelas autoridades não deixa de funcionar apenas em caso de incêndio. Segundo noticia hoje o JN, também colapsa durante tempestades, algo que se tem repetido quase todos os anos.

De acordo com os relatórios do SIRESP a que aquele diário teve acesso, entre 2010 e 2017, existiram várias falhas do sistema durante incêndios e tempestades.

Cortes de energia, falha das baterias, inexistência de geradores de reserva, cabos destruídos por tempestades ou incêndios, entre outros são algumas das causas das falhas na rede.

Numa tempestade em 2014, por exemplo, 65 estações estiveram em baixo por causa de cortes na energia, sendo que já o mesmo se tinha passado em 2013, onde 84 estações falharam, em todo o país.

Já foi sugerido pela SIRESP ao Estado que alugasse mais equipamentos, mas ainda não se chegou a nenhuma solução que resolvesse o problema.