Internacional

Furacão Irma faz oito mortos e dois feridos

Macron já confirmou as mortes que dizem respeito à parte francesa, adiantando que vai ser “duro e cruel”.

O furacão Irma, um dos piores dos últimos oitenta anos, já provocou seis mortos na parte francesa da ilha de Saint-Martin, nas Antilhas Pequenas, avançou o prefeito de Guadalupe.

 A informação anteriormente dada pela ministra francesa do Ultramar, Annick Girardin, seria de que o furacão tinha provocado dois mortos e dois feridos nos territórios franceses, mas esse número, de acordo com um novo balanço, já aumentou.

Em Porto Rico, um dos territórios que também está em estado de emergência, morreu uma mulher de 76 anos enquanto estaria a ser resgatada, informou o presidente da câmara de Manatí, José Sánchez.

Emmanuel Macron, o Presidente de França, falou esta quarta-feira sobre o Furacão Irmã, afirmando que "estamos, esta noite, com todos aqueles que, no nosso território, estão na miséria, privados de tudo, e que possam ter perdido entes queridos".

Além disso, Macron anunciou também um "plano nacional de reconstrução" para as ilhas, acrescentando que será criado um "fundo de emergência".

"A solidariedade nacional será mobilizada. Vamos estabelecer um fundo de emergência e um plano de reconstrução", escreveu ainda.