Economia

OE 2018. Governo quer corte de 770 milhões na despesa

O OE 2018 prevê principalmente um esforço que virá do lado da despesa. 

OE 2018. Governo quer corte de 770 milhões na despesa

No geral, em termos líquidos, a receita aumenta 55 milhões, enquanto a despesa deverá ser cortada em mais de 400 milhões. Com grande peso parao ajustamento orçamental do próximo ano estão três medidas do lado da despesa: revisão dos gastos públicos,poupança com juros e congelamento dos consumos intermédios.

Estes três pilares levam o Governo a prever que, caso sejam executadas com sucesso, haja um encaixe de 770 milhões de euros, isto porque só com o congelamento dos consumos intermédios, o Executivo acredita ser possível uma poupança na ordem dos 300 milhões.

É exatamente com estas contas em mente que o Governo espera conseguir compensar algumas medidas que penalizam as contas, nomeadamente, o aumento das pensões e o descongelamento de carreiras.

Ao contrário do que aconteceu em relação ao OE 2017, espera-se que seja a despesa a dar o maior contributo para a descida do défice. A ideia é conseguir que passe de 1,4% para 1% do PIB.

Os comentários estão desactivados.