Desporto

Mundial. Peruanos infernizaram a vida ao adversário antes do jogo (com vídeo)

Desde jatos da força aérea peruana até fogos de artifício junto ao hotel da Nova Zelândia, tudo durante a madrugada anterior ao encontro que ditou a última equipa apurada para o próximo Campeonato do Mundo

No relvado, o Peru foi mais forte do que a Nova Zelândia: na segunda mão do play-off de apuramento para o Mundial do próximo verão, venceu por 2-0, depois do 0-0 na Oceânia. Aparentemente, todavia, os peruanos também se mostraram mais forte fora do campo.

Nomeadamente no que respeita à questão psicológica. Desde que aterrou no Peru, na terça-feira, a comitiva neo-zelandesa não teve descanso, devido a várias manobras de desestabilização levadas a cabo pelos peruanos. Na manhã do jogo, jatos da força aérea peruana voaram sobre o hotel onde a Nova Zelândia estava hospedada, carregando a inscrição "Vamos Peru" e provocando um barulho ensurdecedor. Isto, depois de fogos de artifício terem rebentado perto das três da manhã à porta da unidade hoteleira durante três minutos, como pode ver no vídeo.

¿Año Nuevo en Lima? No, pero casualmente anoche hubo una celebración importante justo al lado del hotel donde estaba Nueva Zelanda 🤔👀 pic.twitter.com/SBR7feb6py

— Diario Olé (@DiarioOle) 15 de novembro de 2017

 

Antes de tudo isto, porém, já tinham tido lugar outras manobras de desestabilização: a chegada da seleção neo-zelandesa a Lima foi atrasada três horas sem que nada o justificasse. Além disso, as viagens de autocarro desde o aeroporto para o hotel e daqui para o campo de treinos foram feitas a uma velocidade muito baixa.

Entretanto, o governo peruano informou que, se a seleção se conseguisse apurar para o Mundial (pela primeira vez em 36 anos), haveria feriado nacional. Promessa feita e cumprida: esta quinta-feira, todos os estabelecimentos públicos foram encerrados para haver lugar à festa tão desejada.