Economia

Redução de apoios às energias renováveis com menos projetos subsidiados

Portugal mas tem de resolver “a sustentabilidade financeira do sistema elétrico nacional”

No início do outono, o secretário de Estado da Energia destacou a prioridade na aprovação de projetos de energias renováveis sem tarifas subsidiadas, para garantir a sustentabilidade financeira do sistema elétrico.

Portugal “tem apostado fortemente no desenvolvimento das energias renováveis”, mas tem de resolver “a sustentabilidade financeira do sistema elétrico nacional”, disse Jorge Seguro Sanches.

A redução dos apoios às renováveis já foi solicitada pela Agência Internacional de Energia (AIE), para que Portugal elimine o défice tarifário até 2020.

O país é um dos líderes europeus nas renováveis e “isto é resultado das políticas que têm impulsionado a quota ”, lembrou o diretor executivo da AIE.

Mas como o custo da geração de energia renovável desce, “é muito importante que o governo reflita isso nos programas de apoio ao setor, para proteger a economia”, disse Fatih Birol.