Sociedade

Lisboa, a Câmara dos assessores

Câmara de Lisboa vai ter 124 assessores e secretárias para apoiar 17 vereadores e já começou a assinar contratos. Alguns eram candidatos autárquicos que não foram eleitos.   

Câmara de Lisboa vai contratar neste mandato 124 assessores, adjuntos, chefes de gabinete e secretárias. Os primeiros contratos foram publicados no portal Base nos últimos dias e revelam que alguns assessores agora contratados foram candidatos nas últimas autárquicas. Os valores variam mas os contratos mais elevados para assessoria preveem o pagamento de 3.700 euros mensais, mais IVA.

Tal como acontece com a Assembleia Municipal, também no Executivo camarário Lisboa adotou há vários anos um regime que lhe permite contratar mais assessores do que o apoio técnico atualmente previsto no Regime Jurídico das Autarquias Locais. De acordo com a Lei 75/2013, que definiu o número de funcionários para apoio dos membros das câmaras, o presidente e os vereadores de Lisboa têm direito a um total de dez adjuntos e nove secretários. E Fernando Medina tem direito a um chefe de gabinete.  

Saiba mais na edição impressa deste sábado do Semanário SOL

Ana Petronilho e Marta F.Reis