Internacional

Falha de eletricidade cancela mais de mil voos

O aeroporto de Atlanta, Estados Unidos, ficou sem energia durante cerca de 10 horas

O aeroporto mais movimentado do mundo viu mais de 1150 aviões cancelados, entre partidas e chegadas, segundo o portal de informações dos voos norte-americano FlightAware, devido a uma falha de eletricidade. Em Hartsfield-Jackson Atlanta Internacional, no Estado da Geórgia, Estados Unidos, um incêndio provocou danos no sistema elétrico por volta das 13h, deixando o aeroporto sem energia até perto da meia-noite.

Voos procedentes de Chicago, Los Angeles entre outros aeroportos nacionais e internacionais foram afetados pela falha de energia em Atlanta, avança o New York Times. Muitos dos voos previstos foram mesmo desviados para outros aeroportos afetando cerca de 30 mil pessoas, num aeroporto que recebeu mais de 104 milhões de pessoas durante o ano passado.

Segundo a companhia que assegura o fornecimento de energia nos terminais, Georgia Power, o corte energético terá resultado de um incêndio que danificou o sistema elétrico subterrâneo e afetou também o sistema de reserva, deixando o edifício completamente às escuras. Apesar de ainda não se saber o que provocou o fogo, o presidente da câmara Kasim Reed afirmou ao New York Times que as autoridades tiveram dificuldades a aceder aos túneis durante várias horas devido ao fumo, o que prejudicou a situação. Reed acrescentou ainda que está em curso uma investigação para determinar se alguém alterou o sistema elétrico de forma a provocar o incêndio.

O aeroporto chegou a ficar completamente às escuras quando o sol se pôs, deixando os passageiros sem saber se deveriam esperar ou ir para um hotel. Foi disponibilizado o Centro de Convenções Internacional da Georgia para os passageiros poderem passar a noite, mas estes preferiram esperar no aeroporto por novidades. Uma companhia de fast-food disponibilizou refeições aos viajantes afetados.

Muitos passageiros ficaram retidos nos aviões durante horas uma vez que as portas de desembarque também não estavam a funcionar. Foi preciso recorrer ao uso de escadas para retirar os viajantes dos 64 aviões que tinham aterrado antes da falha de energia.

Para além da situação em Atlanta, o corte de energia afetou ainda muitos passageiros noutros aeroportos. A companhia Delta Air Lines confirmou na sua página ter cancelado mais de 450 voos, já o porta-voz da Southwest Airlines, afirmou terem sido cancelados 70 dos 120 voos programados.

A energia só foi restaurada por volta das 23h20, avança o AJC, um jornal local de Atlanta.