LifeStyle

Bactéria intestinal vai ser usada para fazer calças mais ecológicas

A bactéria E.coli foi modificada para tingir a ganga

Um estudo, realizado por investigadores de centros de investigação dos Estados Unidos da América e da Universidade de Copenhaga, Dinamarca, publicado na revista Nature Chemical Biology, revelou que se a bactéria intestinal, Escherichia coli (E.coli), for modificada em laboratório pode substituir o corante utilizado para fazer calças de ganga.

Segundo o ABC, esta medida visa substituir a utilização de químicos agressivos para o meio ambiente. Esta é uma estratégia de fabrico de tinta “sustentável e que poria fim à utilização de produtos químicos agressivos”.

John Dueber, investigador da Universidade da Califórnia e um dos autores do estudo, reconhece que apesar desta medida ser a mais ecológica para fabricar as calças, não é a mais prática a nível industrial, pois para produzir cinco gramas de corante são necessários “vários litros de bactéria”, sendo que o próximo passo é tentar tornar o fabrico de corante através da bactéria mais eficiente.