Sociedade

Legionela. Hospitais do Oeste vão ter sistemas de desinfeção para evitar contaminação

Os hospitais das Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras vão ser todos equipados com um sistema de desinfeção do circuito de água, de forma a evitar a contaminação da bactéria da legionela, informou o Centro Hospitalar do Oeste (CHO).


O CHO “iniciou um procedimento para aquisição, o mais rapidamente possível, de um sistema de desinfeção do circuito de água fria e águas quentes sanitárias para as três unidades hospitalares [Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras]”, divulgou, esta sexta-feira, o Conselho de Administração (CA).

Esta nova medida tem por base e bactéria de legionela que foi detetada da Unidade Hospitalar de Torres Vedras, noticia que foi hoje avançada pela Lusa, e que levou ao encerramento do Serviço de Ortopedia 2 e ainda à recolocação dos 17 doentes que ali estavam internados, noutros serviços daquela unidade hospitalar.

A instalação do novo sistema de desinfeção para as três unidades tem por “finalidade a obtenção de resultados negativos para ‘legionella’ em todos os pontos em que a mesma foi detetada”, bem como a prevenção de “possíveis situações futuras”, revela o CHO, em comunicado, em resposta às questões colocadas pela agência Lusa.

De acordo com o CHO, esta medida é ”considerada a solução mais adequada pelas autoridades técnicas competentes em Saúde Pública”.

A deteção da bactéria de legionela ocorreu no âmbito das colheitas de amostras de água, que são realizadas regularmente todos os meses.