Internacional

Nova Zelândia abre inquérito sobre abusos de crianças ao abrigo do Estado

Inquérito será feito a nível nacional

Esta quinta-feira foi aberto um inquérito a nível nacional sobre os abusos de crianças que estão em instituições públicas.

“Esta é a ocasião de confrontar a nossa história e de garantirmos que nunca mais serão cometidos os mesmos erros”, afirmou Jacinda Ardern, primeira-ministra neo-zelandesa, durante a sua campanha eleitoral, deixando a promessa de que irá ser criada uma comissão sobre os abusos de crianças que se encontram ao abrigo do Estado.

Ardern afirmou ainda que os abusos “são inadmissíveis” e que a função do Estado é ser a família daquelas crianças.

A comissão vai investigar os abusos denunciados entre 1950 e 1990 nas várias instituições públicas, como orfanatos e casas de correção.

Não foi estabelecida nenhuma data limite para o final da investigação por parte da comissão, que se poderá prolongar por longos anos, como se tem verificado em países com investigações idênticas.