Vida

Lembra-se do vídeo do rato a tomar banho? Afinal a história não está bem contada… | Vídeo

O vídeo de um rato a tomar banho tornou-se viral na internet, mas ao que parece a história foi ma contada. Afinal, não se trata de um rato e podia estar a morrer.

Um DJ do Perú, Jose Correa, publicou um vídeo no Youtube de um rato a tomar banho e a lavar-se com sabão que, aparentemente, tinha entrado em sua casa e ‘ocupado’ a banheira para se lavar.

O vídeo tornou-se viral nas redes sociais e rapidamente houve partilhas e mais de 100 milhões de visualizações. Mas há um problema: o animal, que afinal nem sequer é um rato, pode estar a ter uma forte reação alérgica ao sabão e podia estar a sofrer tanto que esta reação alérgica lhe poderia causar a morte.

Este esclarecimento foi dado por Dallas Krentzel, um biólogo que foi entrevistado pela Newsweek, e que revelou que este animal não pode ser um rato, uma vez que não tem cauda. Outra das conclusões a que o biólogo chegou foi que o vídeo foi gravado no Peru e, portanto, é possível que seja um roedor proveniente da América do Sul que se chama pacarana.

Estes animais são bastante distintos um do outro: a forma como se suportam em duas patas é diferente e o pacarana pode chegar até aos 15 kg.

Além disso, Tuomas Aivelo, um outro biólogo que falou sobre o caso e que foi entrevistado pela Gizmodo, explicou que “os sabões que os humanos usam não são adequados para usar noutros animais. E os movimentos dele são estranhos. Um roedor não se comportaria assim a não ser que se quisesse ver livre de alguma coisa que tem na pele. Eu acho que ele se quer livrar do sabão”.

Contudo, existe uma explicação cientifica para este roedor se ter comportado desta forma e que pode contrariar a teoria de Tuomas Aivelo. O Ministério da Energia do Peru publicou um tweet onde mostra como é que um pacarana se limpa e, os movimentos são muito semelhantes aos que surgem no vídeo partilhado pelo DJ peruano nas redes sociais.

 


 

 

Inicialmente a história parecia ter piada, mas agora já está a causar alguma polémica, uma vez que ninguém consegue explicar como é que o roedor entrou dentro da banheira nem como se lavou com sabão, mas há quem sugira que foi o próprio DJ que o encheu de espuma para conseguir ter mais visualizações no YouTube.