Vidas

Obama elogia “charme e sensualidade” de Michelle

Retratos do ex-presidente e primeira-dama norte-americanos foram nesta segunda-feira apresentados numa cerimónia na Smithsonian, em Washington.

Mark Wilson/AFP
Mark Wilson/AFP
Mark Wilson/AFP
Saul Loeb/AFP
Mark Wilson/AFP
Saul Loeb/AFP

Barack e Michelle Obama fazem agora parte da Smithsonian Institution. O ex-presidente e primeira-dama dos Estados Unidos compareceram nesta segunda-feira na tradicional cerimónia de apresentação dos retratos que, ao lado dos dos anteriores presidentes norte-americanos, passam a estar expostos na National Portrait Gallery da Smithsonian, em Washington.

Numa cerimónia que teve entre os convidados figuras como Steven Spielberg, Kate Capshaw, Tom Hanks e Gayle King, Obama mostrou-se impressionado com o retrato da sua mulher, pela artista afro-americana Amy Sherald. “Amy, queria agradecer-lhe por ter captado de forma tão espetacular a graça e a beleza e a inteligência e o charme e a sensualidade da mulher que eu amo.”

E dirigiu-se depois a Kehinde Wiley, artista a cargo do qual ficou o seu retrato, dizendo que partiu “em desvantagem”, com um modelo “menos interessante”. E brincou: “Tentei negociar menos cabelos brancos, mas a integridade artística do Kehinde não lhe permitiu aceder ao meu pedido. Tentei negociar umas orelhas mais pequenas, mas fui batido nisso também.”