Cultura

Diogo Piçarra reage a acusações de plágio: “A minha consciência está tranquila”

O músico está a ser acusado de plagiar uma canção de um pastor da IURD.

Após terem surgido várias acusações de plágio nas redes sociais, Diogo Piçarra utilizou o Instagram para esclarecer toda a polémica em torno deste tema.

Recorde-se que o músico português foi o grande vencedor da segunda semifinal do Festival da Canção, que se realizou este doming mas, esta segunda-feira, foram várias as pessoas que o acusaram de plágio, comparando a canção do Festival da Canção a uma música de um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus. 

O cantor já reagiu nas redes sociais. 

“A ideia para a 'Canção do Fim' surgiu em 2016, juntamente com muitas outras do meu mais recente disco ‘do=s’. Mantive-a guardada por achar algo especial, no entanto, a sua simplicidade e a sua progressão de acordes não é algo que não tenha sido inventado, tal como tudo na música”, começa por justificar o artista.

“E é engraçado como a vida tem destas coisas, coincidência divina ou não, e perceber que a Internet é o verdadeiro juiz dos tempos modernos. Aclama mas também destrói”, continua Diogo Piçarra, referindo-se ao facto de os rumores de plágio terem surgido através das redes sociais.

Diogo Piçarra afirma ainda que está de “consciência tranquila e surpreso com a semelhança entre as duas músicas”.