Internacional

Vila alemã decide manter sino com referência nazi

Sino tem suástica desenhada e inscrição “tudo pela pátria, Adolf Hitler”

O sino de uma igreja protestante em Herxheim am Berg, no sul da Alemanha, gerou debate na vila depois de no ano passado uma antiga organista da igreja ter prestado queixa por o sino ter uma suástica e a inscrição “tudo pela pátria, Adolf Hitler”.

Segundo conta a Associated Press, a vila, com cerca de 700 habitantes, depois de debater se o sino deveria ou não ser retirado ou se deveriam apenas remover os símbolos, decidiu, esta segunda-feira, que remover o sino seria “fugir de uma cultura apropriada de recordar a história”. Desse modo, o sino ficará no local, com o objetivo de que todos se lembrem das crueldades cometidas pela Alemanha antes e durante a II Guerra Mundial.

A vila decidiu ainda que será instalada uma placa a explicar o significado do sino e para que sirva para “impulsionar a reconciliação e como um memorial contra a violência e injustiça”.

Depois da II Guerra Mundial, a Alemanha baniu muitos dos símbolos nazis, como é o caso da saudação e decidiu ainda que negar o Holocausto é crime.