Economia

PS junta-se a Rio para questionar IRC da EDP

O valor do IRC pago pela empresa de energia o ano passado foi de 0,7%

Depois da notícia do Expresso de que a EDP pagou apenas 0,7% de IRC em 2017, o grupo parlamentar do PS questionou o governo sobre o assunto.

Segundo o partido, foi enviado um requerimento ao Ministério das Finanças com a pergunta "confirma estes resultados e esta taxa efetiva de tributação apresentada pela imprensa?" e, em caso positivo, se está prevista a "introdução de novas medidas, no quadro fiscal, que assegure mais justiça na tributação dos agentes económicos, designadamente aqueles que têm melhores condições para contribuir para as receitas de Estado".

O PS quer perceber porque é que "um agente económico como a EDP, que gerou o ano passado um resultado de 1,52 mil milhões de euros, pague impostos a taxas abaixo de grande parte dos portugueses, no quadro dos seus rendimentos".

Também Rui Rio já tinha manifestado a intenção de questionar o governo sobre a situação. O líder social-democrata disse que "o PSD tem a opinião de que a taxa de IRC em Portugal é muito alta, devia ser muito mais baixa. Mas a ser mais baixa deve ser mais baixa para todos e, seguramente até, para quem ganha menos, não para quem ganha mais".