Internacional

Manifestantes ocupam triplex. "Se é do Lula, o povo fica. Se não é, por que está preso?"

Antigo presidente do Brasil foi condenado a 12 anos e um mês de prisão

DR  

O apartamento tríplex que Lula da Silva terá recebido como pagamento por ter concessionado três contratos da petrolífera Petrobras à construtora OAS foi esta segunda-feira ocupado por alguns membros do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e do Povo Sem Medo.

"Se é do Lula, o povo poderá ficar. Se não é, por que então ele está preso?", lê-se na mensagem afixada na varanda do tríplex.

Este apartamento na praia de Guarujá, em São Paulo, está no centro do caso que levou o antigo presidente do Brasil a ser condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no âmbito do processo Lava Jato.

“É uma denúncia da farsa judicial que levou Lula a prisão. Se o triplex é dele, então o povo está autorizado a ficar lá. Se não é, precisam explicar porque ele está preso”, afirma, através de um comunicado divulgado na imprensa brasileira, Guilherme Boulos, organizador do MTST e pré-candidato às presidenciais pelo partido de esquerda PSOL.

Os manifestantes abandonaram entretanto o apartamento. De acordo com o site Estadão, membros da polícia civil e advogados dos membros destas organizações estiveram no local e afirmam que não há sinais de arrombamento. A polícia federal está a caminho do local.