Economia

MEO começa ano com menos receitas mas com um aumento de clientes

Empresa realça que vai manter plano de investimento sem alterações em função dos resultados

As receitas totais da Altice Portugal (MEO) caíram 6,5% no primeiro trimestre para 507 milhões de euros, período em que a empresa de telecomunicações voltou a ganhar quota de mercado pelo segundo trimestre consecutivo, capturando cerca de 65% dos novos clientes quando comparada com as duas principais empresas concorrentes.

De acordo com um comunicado enviado ontem pela empresa, as “receitas totais da Altice Portugal caíram 4,5% em termos homólogos no primeiro trimestre de 2018 excluindo medidas extraordinárias ou 6,5% numa base comparável para 507 milhões de euros”.

Esta descida, acrescenta a nota, “resulta da perda de quotas de mercado verificadas no passado. Com o crescimento agora reportado na quota de mercado, a empresa tem a ambição de recuperar receita nos trimestres seguintes”.
O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) ajustado caiu 10,6% excluindo medidas extraordinárias ou 14,6% numa base comparável para 219,2 milhões de euros, enquanto o Capex (investimento) de 105 milhões de euros no primeiro trimestre ficou abaixo dos 108 milhões de euros de igual período de 2017.

“Seguros de que a forte performance comercial é sólida e sustentável, a Altice Portugal mantém absolutamente inalterado o seu plano de investimentos, independentemente da variação de receitas reportada”, lê-se ainda no comunicado.