Sociedade

"O PS está de luto" pela morte de António Arnaut, diz Costa

A figura de António Arnaut será para sempre "indissociável da conceção e criação do Serviço Nacional de Saúde, grande conquista do Portugal de Abril", disse o secretário-geral do PS

As reações à morte de António Arnaut, commumente conhecido como "pai" do Serviço Nacional de Saúde, não se fizeram esperar. O primeiro-ministro e secretário-geral do PS, António Costa, reagiu à notícia afirmando, numa nota à Lusa, que "o PS está de luto com o falecimento de António Arnaut, nosso presidente honorário. Fundador do PS, militante dedicado, honrou-nos como deputado à Assembleia Constituinte e à Assembleia da República e como governante". 

Costa disse ainda que a figura de António Arnaut será para sempre "indissociável da conceção e criação do Serviço Nacional de Saúde, grande conquista do Portugal de Abril". 

"Para a eternidade todos o recordaremos justamente como o pai do SNS. À sua esposa, filhos e netos envio um abraço fraterno", disse Costa.