Sociedade

Suspeitos das agressões em Alcochete agiram de forma concertada, diz MP

Os agressores ameaçaram de morte os jogadores do Sporting

DR  

Em comunicado, o Ministério Público diz ter “fortes indícios” em como os 23 detidos na sequência das agressões em Alcochete agiram de forma concertada.

“Foram recolhidos fortes indícios de que os arguidos agiram de forma concertada e previamente planeada de modo a intimidar gravemente e causar receio pela própria vida ao grupo de jogadores e de técnicos da equipa de futebol do SCP, fazendo-o através da prática de crimes com perigo para a integridade física, com sequestro, por meio de uma atuação em grupo especialmente violenta”, refere o MP.

Os suspeitos “agrediram violentamente os ofendidos que impediram de sair daquele local, proferiram ameaças de morte, lançaram artefactos pirotécnicos espalhando o medo e o pânico, além de terem causado estragos nas instalações”.

Os 23 indiciados pelas agressões aos jogadores e equipa técnica do Sporting na academia de Alcochete estão em prisão preventiva.