Economia

Portugal com maior quebra mensal nas vendas a retalho

Em abril, as vendas a retalho aumentaram quer na Zona Euro quer na União Europeia (UE).

As vendas a retalho aumentaram quer na Zona Euro quer na União Europeia (UE) em abril. Contudo, em Portugal diminuiram, registando a maior quebra mensal (-4,1%) e a quarta homóloga (-1,2%), segundo o Eurostat.

Em termos homólogos, as vendas a retalho aumentaram 1,7% tanto na Zona euro como na UE.

Face a março, o indicador avançou 0,1% na Zona Euro e 0,4% no conjunto dos Estados-membros, segundo o gabinete de estatísticas da UE.

A Alemanha (2,3%), a Roménia (1,7%), a Lituânia, a Irlanda e o Reino Unido (1,5% cada) registaram as maiores subidas de março para abril, enquanto Portugal (-4,1%), Eslovénia (-2,0%) e Estónia (-1,8%) lideram os recuos nas vendas a retalho.

Na comparação homóloga, a Roménia (7,4%), a Polónia (6,6%) e a Letónia (6,5%) registaram os maiores avanços e a Alemanha (-1,3%), a Bélgica (-1,5%), a Eslovénia (-1,4%) e Portugal (-1,2%) as maiores quedas.